BIBLIOTHECA PÚBLICA PELOTENSE

2008



Na praça Coronel Pedro Osório, em Pelotas, situa-se a Bibliotheca Pública Pelotense. Com o projeto apresentado ao Ministério da Cultura e integralmente patrocinado pelo Instituto Votorantim entre 2007 e 2008, o prédio da instituição foi modernizado e totalmente restaurado. Foram instalados acessos para portadores de necessidades especiais, sistema de prevenção e combate a incêndio, nova rede elétrica, impermeabilização e tratamento em paredes, madeiramento, etc.


A Bibliotheca Pública Pelotense foi fundada em 14 de novembro de 1875, em uma reunião de 45 republicanos. À época, a instituição foi instalada na parte térrea de um sobrado emprestado pelo Barão da Graça e contava com um acervo de 960 livros.


Em entidade passou a oferecer cursos noturnos para o proletariado, numa época em que o sistema de ensino público era precário e a exclusão social, muito acentuada. A construção da atual sede teve início em 1878. Entre os anos de 1911 e 1915 o prédio foi ampliado, passando a contar com dois pavimentos.


Hoje a população tem acesso a cerca de 200 mil livros e 60 mil jornais, além do acervo não literário (documentos, fotos e peças históricas, quase todos guardados pelo Museu). São aproximadamente 200 visitantes por dia, divididos em pesquisadores, estudantes, leitores literários e de periódicos.

BIBLIOTHECA PÚBLICA PELOTENSE

2008



Na praça Coronel Pedro Osório, em Pelotas, situa-se a Bibliotheca Pública Pelotense. Com o projeto apresentado ao Ministério da Cultura e integralmente patrocinado pelo Instituto Votorantim entre 2007 e 2008, o prédio da instituição foi modernizado e totalmente restaurado. Foram instalados acessos para portadores de necessidades especiais, sistema de prevenção e combate a incêndio, nova rede elétrica, impermeabilização e tratamento em paredes, madeiramento, etc.


A Bibliotheca Pública Pelotense foi fundada em 14 de novembro de 1875, em uma reunião de 45 republicanos. À época, a instituição foi instalada na parte térrea de um sobrado emprestado pelo Barão da Graça e contava com um acervo de 960 livros.


Em entidade passou a oferecer cursos noturnos para o proletariado, numa época em que o sistema de ensino público era precário e a exclusão social, muito acentuada. A construção da atual sede teve início em 1878. Entre os anos de 1911 e 1915 o prédio foi ampliado, passando a contar com dois pavimentos.


Hoje a população tem acesso a cerca de 200 mil livros e 60 mil jornais, além do acervo não literário (documentos, fotos e peças históricas, quase todos guardados pelo Museu). São aproximadamente 200 visitantes por dia, divididos em pesquisadores, estudantes, leitores literários e de periódicos.

BIBLIOTHECA PÚBLICA PELOTENSE

2008



Na praça Coronel Pedro Osório, em Pelotas, situa-se a Bibliotheca Pública Pelotense. Com o projeto apresentado ao Ministério da Cultura e integralmente patrocinado pelo Instituto Votorantim entre 2007 e 2008, o prédio da instituição foi modernizado e totalmente restaurado. Foram instalados acessos para portadores de necessidades especiais, sistema de prevenção e combate a incêndio, nova rede elétrica, impermeabilização e tratamento em paredes, madeiramento, etc.


A Bibliotheca Pública Pelotense foi fundada em 14 de novembro de 1875, em uma reunião de 45 republicanos. À época, a instituição foi instalada na parte térrea de um sobrado emprestado pelo Barão da Graça e contava com um acervo de 960 livros.


Em entidade passou a oferecer cursos noturnos para o proletariado, numa época em que o sistema de ensino público era precário e a exclusão social, muito acentuada. A construção da atual sede teve início em 1878. Entre os anos de 1911 e 1915 o prédio foi ampliado, passando a contar com dois pavimentos.


Hoje a população tem acesso a cerca de 200 mil livros e 60 mil jornais, além do acervo não literário (documentos, fotos e peças históricas, quase todos guardados pelo Museu). São aproximadamente 200 visitantes por dia, divididos em pesquisadores, estudantes, leitores literários e de periódicos.

BIBLIOTHECA PÚBLICA PELOTENSE

2008



Na praça Coronel Pedro Osório, em Pelotas, situa-se a Bibliotheca Pública Pelotense. Com o projeto apresentado ao Ministério da Cultura e integralmente patrocinado pelo Instituto Votorantim entre 2007 e 2008, o prédio da instituição foi modernizado e totalmente restaurado. Foram instalados acessos para portadores de necessidades especiais, sistema de prevenção e combate a incêndio, nova rede elétrica, impermeabilização e tratamento em paredes, madeiramento, etc.


A Bibliotheca Pública Pelotense foi fundada em 14 de novembro de 1875, em uma reunião de 45 republicanos. À época, a instituição foi instalada na parte térrea de um sobrado emprestado pelo Barão da Graça e contava com um acervo de 960 livros.


Em entidade passou a oferecer cursos noturnos para o proletariado, numa época em que o sistema de ensino público era precário e a exclusão social, muito acentuada. A construção da atual sede teve início em 1878. Entre os anos de 1911 e 1915 o prédio foi ampliado, passando a contar com dois pavimentos.


Hoje a população tem acesso a cerca de 200 mil livros e 60 mil jornais, além do acervo não literário (documentos, fotos e peças históricas, quase todos guardados pelo Museu). São aproximadamente 200 visitantes por dia, divididos em pesquisadores, estudantes, leitores literários e de periódicos.